LAETIPORUS SULPHUREUS (FRANGO DA FLORESTA)

PARÂMETROS DE CULTIVO 

Colonização

Temperatura: 25ºC

Umidade relativa: 95-100%

Duração: 15 a 20 dias

CO²: >20000ppm

Trocas de ar: 0

Iluminação: não

Indução da frutificação

Temperatura: 15-20ºC

Umidade relativa: 95-100%

Duração: 3 a 5 dias

CO²: 1000-2000ppm

Trocas de ar: 5-8 por hora

Iluminação: 500-1000 lux 

Desenvolvimento dos cogumelos

Temperatura: 20-25ºC

Umidade relativa: 90-95%

Duração: 20 dias

CO²: 500-1000ppm

Trocas de ar: 5-8 por hora

Iluminação: 500-1000 lux 

O Laetiporus sulphureus é conhecido como frango da floresta, assim como outra espécie do mesmo gênero Laetiporus cincinnatus. Normalmente é encontrado no tronco das árvores, próximo da base, crescendo com formato de prateleiras. Os cogumelos dessa espécie possuem uma superfície porosa amarela/alaranjada nos cogumelos jovens, e acinzentada nos cogumelos mais velhos. Quando preparado corretamente, seu sabor é bem semelhante a frango, inclusive tem a mesma textura (e muito menos calorias). É um cogumelo excelente para quem não come carne, porém deve ser preparado de forma correta para o consumo. Possui diversas propriedades medicinais, antioxidantes, bactericidas e fungicidas. Estudos demonstram que algumas substâncias presentes nesse cogumelo induzem apoptose celular em células leucêmicas, suprimem o crescimento de alguns tipos de câncer, diminuem inflamações, etc.

Método de cultivo: Serragem suplementada.

Sabor, preparo e cozimento: Essa espécie fica mais dura conforme o cogumelo se desenvolve, por isso os brotos menores são os melhores. O ideal é usar as partes mais carnudas e suculentas para cozinhar. Pode ser assado, frito, refogado, substituindo a carne de frango em receitas. Algumas pessoas tem reações adversas ao comer cogumelos do gênero Laetiporus. Uma dica é comer uma pequena porção para ver como seu estomago se comporta. Evite comer Laetiporus que nascem em pinus e eucalipto, pois esses são mais propensos a causar reações adversas.