GANODERMA LUCIDUM (Língzhī / Reishi)

PARÂMETROS DE CULTIVO 

Colonização

Temperatura: 21-27ºC

Umidade relativa: 95-100%

Duração: 10 a 20 dias

CO²: >5000ppm

Trocas de ar: 0

Iluminação: não

Indução da frutificação

Temperatura: 18-25ºC

Umidade relativa: 95-100%

Duração: 12 a 15 dias

CO²: 1000-2000ppm

Trocas de ar: 2-4 por hora

Iluminação: 400-800 lux 

Desenvolvimento dos cogumelos

Temperatura: 21-28ºC

Umidade relativa: 85-90%

Duração: 3 a 7 dias

CO²: 1000-2000ppm

Trocas de ar: 2-4 por hora

Iluminação: 400-800 lux 

Cogumelos do gênero Ganoderma são muito apreciados no oriente e vem sendo utilizados medicinalmente há mais de 4 mil anos por diversos povos. No Japão é conhecido como "reishi" e é altamente visado por suas propriedades medicinais, sendo o cogumelo mais retratado na arte oriental. O Ganoderma possui atividades antitumorais, imunomoduladoras e imunoterapêuticas graças a presença de polissacarídeos, terpenos e outros compostos bioativos presentes nos cogumelos e no micélio desse fungo. Alguns estudos demonstram que o Ganoderma inibe a agregação de plaquetas, diminui a pressão arterial (inibe a enzima conversora da angiotensina), diminui o colesterol e glicemia. Além disso as pesquisas apontam que esse cogumelo possui efeitos antineoplásicos contra alguns tipos de câncer. Em modelos animais constatou-se que o Ganoderma previniu a formação de metástases, com potência similar à do lentinano, composto presente nos cogumelos shiitake. Os mecanismos pelos quais o Ganoderma lucidum afeta o câncer não são conhecidos, podendo alterar diferentes estágios de desenvolvimento do câncer: Inibição da angiogênese mediada por citocinas (formação de vasos sanguíneos induzida pelo tumor), citotoxicidade, inibição de metástases e indução de apoptose celular nas células tumorais. Outros estudos demonstram que o ácido ganodérico ajuda o fígado contra danos causados por vírus e outros agentes tóxicos em ratos de laboratório. Além dos efeitos benéficos para o homem, compostos presentes no Ganoderma possuem atividades antibacterianas e antivirais.

Método de cultivo: O Ganoderma cresce em blocos de serragem suplementada (5%) esterilizada. A colonização demora de 14 a 21 dias a 24´C, e 30 a 40 dias após a inoculação os primeiros cogumelos começam a se formar no topo do bloco de serragem, e possuem coloração branco/amarelada. O crescimento é bem lento, e o cogumelo vai mudando da cor amarela para avermelhada. O Ganoderma quando cresce em um local com alta concentração de CO² ele fica comprido, porém quando é exposto a ar fresco ele se desenvolve no formato de rim. O cultivador pode manipular esses fatores a fim de obter o formato que melhor se adeque ao cultivo. O mais indicado é permitir que o Ganoderma frutifique dentro do próprio saco do bloco e só expor ao ar fresco (cortando o saco) quando os cogumelos atingirem um tamanho adequado. 

Sabor, preparo e cozimento: Normalmente utilizado em chás, extratos, tinturas e suplemento alimentar, o Ganoderma possui um sabor amargo e pode ser combinado com gengibre, hortelã e outros.